sexta-feira, 14 de setembro de 2012

2000 visitantes


sexta-feira, 13 de julho de 2012

terça-feira, 19 de junho de 2012

Margarina... ou manteiga?

Coisas que... se calhar alguém nos devia dizer!...

A margarina foi originalmente fabricada para engordar perus. Mas
quando os perus começaram a morrer por causa dela, as pessoas que
tinham investido na sua pesquisa começaram a procurar uma utilização alternativa que lhes permitisse, no mínimo, recuperar o investimento.
Foi nessa altura que alguém se lembrou de juntar um corante amarelo
aquela que era até aí uma substância branca, tornando-a mais
apetecível para consumo humano e apresentá-la no mercado como um substituto da manteiga.

Mas será que você sabe qual é realmente a diferença entre a margarina e a manteiga? Vejamos:

- Ambos têm a mesma quantidade de calorias.
- A manteiga tem um pouco mais de gorduras saturadas (8 gramas contra 5 gramas da margarina).
- De acordo com um estudo da Harvard Medical, comer margarina pode aumentar em 53% as doenças cardíacas em mulheres, relativamente aquelas que comem a mesma quantidade de manteiga.

A manteiga:
- aumenta a absorção de nutrientes presentes em outros alimentos.
- traz mais benefícios nutricionais do que a margarina (e os que a
margarina tem foram adicionados artificialmente!).
- é mais saborosa que a margarina e pode melhorar o sabor de outros
alimentos.
- existe há séculos e a margarina há menos de 100 anos.

A margarina:
- Triplica risco de doença cardíaca coronária ...
- Aumenta o colesterol total e o LDL (este é o colesterol ruim) e
diminui o colesterol HDL (o colesterol bom)
- Aumenta o risco de cancro em 500%
- Reduz a qualidade do leite materno
- Diminui a resposta imunológica.
- Diminui a resposta à insulina.

E finalmente a parte mais interessante e perturbadora:
A margarina está a uma molécula de ser... plástico. E possui 27
ingredientes que existem na... tinta de pintar.

Se não está convencido faça a seguinte experiência:

Abra uma embalagem de margarina e deixe-a aberta num local à sombra durante alguns dias. Vai poder constatar algumas coisas muito interessantes:

1º Não há moscas! (isso deve querer dizer alguma coisa!!!)

2º A margarina não mostra sinais de apodrecimento, decomposição ou alteração no cheiro.

3º Não tem  bolor. Nada se desenvolve ou cresce nela.

Ou seja, nem as moscas nem os mais pequenos microrganismos se
interessam por aquilo. Não há ali nada de bom.

Porquê? Bom porque a margarina é quase plástico.

A questão agora é:

- Será que vai continuar a barrar as suas tostas com plástico derretido?
Se sim, lembre-se que, quando lhe acabar a margarina, pode obter
praticamente o mesmo efeito derretendo um Tupperware... e até tem mais cores à escolha.

sábado, 26 de maio de 2012

"Vento"

"Vento!
Vento que bate
Vento que chora
Vento que ri
Vento que sopra e me envolve.
Vento!
Vento que persegues a minha alma e me guias
Vento que me envolves em teus braços.
Vento!
Vento que fazes de mim uma passagem
Passagem que sou...
Passagem que outrora foi corpo que te habitou.
Foste meu quarto, minha cama e meu desejo
Foste para outra margem sendo tu a passagem
Passagem que és
Passagem que foste
Foste e eu fiquei
Volta vento!
Não me deixes só...
Volta!
Mas... o vento não voltou!"

Francisco José Graça

terça-feira, 22 de maio de 2012

Salve a Amazônia - Urgente!‏



Há alguns dias, o Congresso aprovou um projeto de lei catastrófico que dá aos madeireiros e fazendeiros carta branca para desmatar enormes faixas das preciosas florestas do Brasil, da Amazônia à Mata Atlântica. Agora, somente a Presidenta Dilma pode barrar essa lei. 

O universo está conspirando a nosso favor. Em algumas semanas, Dilma será anfitriã da maior conferência ambiental do mundo. Informantes nos disseram que ela não aceita pagar o preço de ser considerada a líder que aprovou a devastação da Amazônia. Ela enfrenta uma pressão nacional crescente, pois 79% dos brasileiros em todo o país rejeitam a mudança na legislação florestal. Se nos juntarmos a estes brasileiros agora, nós poderemos despertar a atenção global para o assunto e pressionar para que ela corte a lei e não a floresta.

Não temos tempo a perder – Dilma pode tomar uma decisão a qualquer momento. Vamos pedir para ela vetar o Código Florestal agora. Clica abaixo para assinar a petição urgente para acabar com esse massacre da serra eléctrica na Amazônia e, caso já tenhas assinado, envia para todos:

http://www.avaaz.org/po/veto_dilma_global_reblast/?vl

A Amazônia é vital para a vida na terra – 20% do nosso oxigênio vem dessa magnífica floresta que também desempenha um papel fundamental na mitigação das mudanças climáticas globais. Na última década, o Brasil conseguiu reduzir amplamente os índices de desmatamento, chegando a 78% de redução entre 2004 e 2011. A razão? Uma legislação florestal aclamada mundialmente, aplicada pela polícia federal do Brasil, e o monitoramento via satélite.

Entretanto, essa perigosa lei não vai somente possibilitar o desmatamento de uma área do tamanho da França e Reino Unido juntos, como também irá conceder anistia para todos os crimes de desmatamento do passado. Isto iria causar não somente a total devastação das florestas no Brasil, mas serviria como um péssimo precedente para outros países. Por isso é crucial que protejamos essa legislação! 

O Brasil, um país em rápido desenvolvimento, luta para tirar milhões da pobreza. Apesar da evidência de que crescimento não demanda desflorestamento, Dilma está sob pressão do poderoso lobby do agro-negócio, que ajudou-lhe a se eleger, para desmatar em nome do lucro. Esta é uma terrível batalha – ativistas sendo assassinados, intimidados e silenciados. Mas ex-Ministros do Meio Ambiente e pessoas do Brasil todo enviaram uma clara mensagem à Dilma de que eles querem salvar a Amazônia. Agora, cabe a nós apoiá-los e exigir que a Presidenta Dilma se mantenha forte. 

O destino das florestas brasileiras está sob ameaça. Mas a Presidenta Dilma está, neste momento, vulnerável à pressão pública e nós podemos trazer a força global do poder das pessoas para salvar nosso planeta! Assina a petição urgente abaixo e fala para todos – a petição será entregue por ex-Ministros do Meio Ambiente do Brasil diretamente à Dilma: 

http://www.avaaz.org/po/veto_dilma_global_reblast/?vl

Nos últimos 3 anos, nós vencemos batalha atrás de batalha. Agora, mais uma vez, é hora de nos juntarmos antes que seja tarde demais para impedir a destruição da Amazônia, proteger nosso planeta e proclamar Dilma como uma verdadeira líder internacional ambiental.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Um novo plano para salvar nosso planeta‏



Neste fim de semana, os oito líderes mais poderosos do mundo irão se reunir no encontro do G8 e poderão entrar em acordo sobre um plano que poderia, literalmente, interromper as mudanças climáticas! 

É incrível, mas atualmente, nossos governos dão cerca de 1 trilhão de dólares por ano dos nossos impostos para grandes empresas de petróleo e carvão destruírem nosso planeta. Os principais líderes do mundo já concordaram em acabar com esses pagamentos poluidores, entre eles o presidente Obama, anfitrião do evento. Portanto, se exigirmos agora que eles cumpram suas palavras e redirecionem essa quantidade enorme de dinheiro para energias renováveis, de acordo com especalistas, nós poderíamos realmente salvar o planeta! 

É algo tão óbvio que nossos líderes inclusive já entraram em acordo quanto a isso. Vamos manter a pressão sobre o presidente Obama, para que ele lidere as maiores economias do mundo a transformar esses subsídios poluidores em subsídios verdes. Assine a petição urgente abaixo e, em seguida, encaminhe para todos seus amigos e familiares – uma campanha maciça neste momento pode forçar nossos líderes a transformar palavras em ação: 

http://www.avaaz.org/po/a_new_plan_to_save_the_planet/?vl

O único motivo pelo qual mandamos dinheiro para os cofres das grandes companhias de petróleo é pelo fato de seus lobistas terem grande influência e domínio sobre nossos governos. Entretanto, se nós exigirmos que nossos líderes “esverdeiem” nosso dinheiro vindo de impostos, nós iremos aumentar o investimento verde global em 400%, tornando as energias eólica e solar mais baratas que petróleo e carvão – e, consequentemente, salvaremos nosso planeta dando um cartão vermelho para as empresas de petróleo.

Estamos rapidamente chegando num ponto sem retorno nas mudanças climáticas e um tratado para prevenir uma catástrofe está a anos-luz de acontecer. Felizmente, um momento está sendo criado por trás desse novo plano para salvar o planeta. A Nova Zelândia, o México e a Suíça estão pedindo um acordo agora, e legisladores de 20 países, incluindo os EUA, Brasil e China se juntaram para apoiá-los. Todos os líderes do G8 se comprometeram publicamente a acabar com esses subsídios sujos, e ao mesmo tempo, o presidente Obama está pressionando por uma legislação americana para acabar com estes subsídios.

Nosso planeta está sendo destruído a uma taxa avassaladora e esta é a nossa melhor chance de parar com isso. Agora é a hora de agir, mas sem um apoio público maciço, os poderosos poluidores podem parar esta proposta. Cabe a nós combater os lobistas com o poder extraordinário do povo. Temos dois dias para pressionar Obama a liderar este grupo. Assine a petição: 

http://www.avaaz.org/po/a_new_plan_to_save_the_planet/?vl

Por muito tempo, o progresso de uma solução global para as mudanças climáticas tem sido retido pelo interesse e lucro das grandes companhias de carvão, petróleo e gás. Mas, finalmente, os governos estão percebendo que o corte de subsídios beneficiará o clima e ajudará a equilibrar a economia global. Se protestarmos agora, juntos, o nosso movimento pode forçar os nossos líderes a agir e libertar o mundo da tirania dos combustíveis fósseis. 

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Dark Shadows


Mais um grande filme de Tim Burton. O seu estilo peculiar e macabro, desta vez envolve vampiros, bruxas e uma pitada de "flower power".
ADOREI!!! E gostei especialmente da expressão "ancas parideiras".

Para comemorar os 1000 visitantes...

glitters


1064 visitantes?! Obrigado. E voltem sempre... ;)

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Kindness Boomerang


O mundo ideal... seria maravilhoso se assim fosse... Bem diz a Ellen DeGeneres constantemente no fim do seu programa: "Be kind to one another." Eu vou fazendo por ser...

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Albert Einstein


"Imagination is more important than knowledge. Knowledge is limited. Imagination encircles the world."



domingo, 6 de maio de 2012

Para todas as Mães, em especial para a minha...


Independentemente da raça ou da espécie, uma coisa é certa: mãe só há uma. Tal como para os humanos, não existe nada mais forte no mundo animal do que a relação entre mãe e filho. As crias dependem das suas mães para sobreviver e, de um modo geral, são elas que as preparam para a vida adulta. As mães são muito carinhosas, podendo ser também, por vezes, agressivas com todos os que querem fazer mal aos seus filhos. Estes são a sua principal prioridade e razão de viver.


Animais e Legislação


Decidir adoptar animais como companheiros quotidianos não implica apenas avaliar as condições materiais e emocionais a curto, médio e longo prazo para os receber, manter e acarinhar, mas também conhecer a legislação relativa à sua posse e detenção (como a lei designa), o seu transporte, circulação na via pública, etc...


Em Portugal são abandonados mais de 10 mil animais anualmente não apenas devido ao desrespeito pela vida, mas também devido ao facilitismo ou a pressões a que os responsáveis por aqueles são sujeitos quando pretendem fazer acompanhar se do seu companheiro em casa, durante férias, em transportes públicos e outras situações.


Habituámo-nos a conhecer certos locais interditos a estes amigos (embora muitas vezes as suas condições de higiene, comportamento e saúde, etc. superarem as dos humanos!), mas apesar das interdições, a lei prevê o seu acesso a vários sítios.


Talvez os locais que originam mais conflitos sejam os domicílios. Segundo o Art. 2.º da Portaria n.º1427/2001, respeitando a tranquilidade e salubridade, é permitido habitarem em apartamentos até três cães ou quatro gatos adultos, não excedendo os quatro animais no total. A este respeito a LPDA (Liga Portuguesa Dos Direitos dos Animais) explica: «O código civil considera os animais pertença (um bem) das pessoas, tornando-as por eles responsáveis em todas as situações, logo, as pessoas não podem ser espoliadas dos seus pertences e ou bens por qualquer regulamento de condomínio sem fundamento plausível. Quando é celebrado o contrato de promessa de compra e venda de um apartamento e ou aluguer deve o comprador ou o inquilino ser informado de que existe um regulamento que interdita o acesso a animais; regulamento que deve estar afixado no imóvel. Qualquer regulamento feito a posteriori não pode ser aplicado a quem já tem direitos adquiridos. O regulamento de condomínio só tem aplicação a partir da sua aprovação e desde que este seja aprovado por maioria, conforme lei do condomínio. Mesmo assim, é discutível a sua validade porquanto não existe nenhuma lei que proíba a posse de animais, bem pelo contrário. Este é também o parecer jurídico da DECO (Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor): o Art.º 1422.º do Código Civil, na enumeração que faz das limitações ao exercício dos direitos dos condóminos não refere qualquer restrição desta natureza.». A LPDA disponibiliza apoio jurídico em relação a estas questões.


Em relação à circulação na via pública, os animais devem ter licenciamento municipal e boletim de vacinas em dia, expedientes que podem ser tratados junto das Juntas de Freguesia da residência ou canis municipais. A identificação electrónica do Sistema de Identificação de Caninos e Felinos (SICAFE) prevista noDecreto-lei n.º 313/2003 (vulgo chip) é obrigatória apenas nos casos contemplados no Art.º 6.º do referido decreto e para todos os cães nascidos após 1 de Julho de 2008. Para além disso, para sua própria segurança e alheia, cães e gatos devem circular com trela, coleira ou peitoral identificados ou açaime (no caso dos cães que não estejam atrelados) ou em sacos/caixas transportadores próprios à venda em associações de protecção animal, hipermercados, etc...


Relativamente a transportes privados, o Código da Estrada português (Art. 56.º) considera os animais como carga e por isso aplicam-se as mesmas regras. Os animais não devem ir soltos. No caso dos automóveis e similares, a forma mais segura de os transportar é no chão em caixas transportadoras resistentes (para não serem arremessados em caso de acidente ou travagem brusca) ou na bagageira com grelha ou rede divisória. No entanto, agora já existem à venda cintos e coletes de segurança para cães e gatos adaptáveis aos assentos dos veículos. Em motociclo, triciclo, quadriciclo, ciclomotor ou velocípede o Código da Estrada nacional só permite o transporte de animais em reboque ou caixa de carga.


No que diz respeito a transportes públicos, a legislação em vigor em Portugal (Art. 7.º da Lei 92/95, Art. 9.º do Decreto-lei n.º 58/2008 e Art. 19.º do Decreto-Lei n.º 251/98) diz que responsáveis por transportes públicos não podem recusar o transporte de animais de companhia acondicionados salvo em casos de doença, falta de higiene ou comportamento que apresente risco, mas poderão haver regras específicas de empresas que convém esclarecer junto das mesmas ao planear o transporte. O Decreto-lei que regula o transporte de animais é o n.º 276/2001.


No caso das férias, para minimizar a angústia da separação de que muitos animais sofrem, o ideal será que ele acompanhe os seus responsáveis desde que as viagens e/ou os destinos não lhes sejam prejudiciais. A indústria turística nacional e internacional já oferece soluções para animais, seja hotéis, cruzeiros, empresas de transportes vários, etc. onde podem permanecer. Presentemente, existe já uma companhia aérea - a PetAirways - exclusivamente destinada a animais (os únicos passageiros) na qual estes são transportados na cabine e não no porão e vigiados regularmente por tripulantes, sendo depois entregues no destino aos seus responsáveis. A melhor solução é obter as informações a respeito das regras das várias entidades implicadas aquando do planeamento das férias. Outra hipótese é deixar o animal ao cuidado de uma amigo/familiar que ele/a já conheça e seja competente e de confiança ou então solicitar um serviço de apoio domiciliário (petsitting) para que o animal não sinta falta do seu espaço, dos seus brinquedos, etc.. Em último caso poder se á recorrer aos serviços de alojamentos próprios - hotéis para animais e/ou associações que também disponibilizam este serviço.


Em todos os casos, o licenciamento e o boletim de vacinas actualizado deve acompanhar o animal.


As pretensas proibições de acesso dos animais a certos locais proliferam, por isso cabe a quem faz acompanhar-se por eles não permitir abusos e exercer os direitos que lhes são devidos e constantes da legislação.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

terça-feira, 1 de maio de 2012

Equinácea


Os índios americanos foram, provavelmente, os primeiros a usar a equinácea, uma planta herbácea originária da América do Norte. Usavam-na sobretudo para cicatrizar feridas e para picadas de serpentes. Hoje em dia, embora os seus usos sejam sobretudo outros, a equinácea é cada vez mais usada pelos ocidentais. A raiz da echinacea purpurea é essencialmente usada em produtos medicinais, sendo conhecida pelas suas propriedades de combate a gripes e constipações.


Segundo uma pesquisa realizada na Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos, publicada na revista científica The Lancet Infectious Diseases, o consumo da equinácea pode reduzir em 58% as hipóteses de desenvolver constipações. O mesmo estudo, dirigido por Craig Coleman, indica ainda que a equinácea reduziria também o tempo de duração das constipações.


A equinácea é, pois, tradicionalmente utilizada em situações de gripes, constipações, rinites e sinusites, uma vez que estimula as defesas naturais do organismo. No entanto, o seu efeito é, sobretudo, preventivo.


Tem ainda propriedades protectoras do aparelho respiratório. É útil em casos de convalescença, sobretudo nos casos de infecções causadas por bactérias e vírus. É também usada em afecções cutâneas e herpes. Como a planta é capaz de aumentar a capacidade de resposta do sistema imunológico, é aconselhada para todos os tipos de infecções virais, bacterianas e por fungos, pois proporciona maior produção de anticorpos e glóbulos brancos.


A equinácea pode ainda favorecer a regeneração do tecido conjuntivo e da cicatrização. Como tal pode ser útil em casos de feridas, queimaduras e acne. É também referida como sendo anti-inflamatória e como tendo propriedades antibióticas.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

24 horas para salvar as abelhas‏



Silenciosamente, bilhões de abelhas estão morrendo, colocando toda a nossa cadeia alimentar em perigo. Entretanto, se a Bayer parar de vender um grupo de pesticidas, nós poderemos salvar as abelhas da extinção. 

Em quatro países Europeus que baniram estes produtos, a população de abelhas já está se recuperando. Mas a Bayer, a maior produtora de neonicotinóides, fez um lobby muito forte para mantê-los no mercado. Agora, a pressão massiva da Avaaz e outros os forçaram a considerar os fatos -- e em 24 horas os acionistas da Bayer vão votar uma proposta que poderá parar esses químicos tóxicos. Vamos todos agir agora e envergonhar os acionistas para que eles parem de matar abelhas.

A pressão está funcionando e esta é nossa melhor chance de salvar as abelhas. Assine essa petição urgente e envie para todos -- vamos alcançar meio milhão de assinaturas e entregá-las diretamente aos acionistas amanhã na Alemanha!

http://www.avaaz.org/po/bayer_save_the_bees/?vl 

As abelhas não fazem apenas o mel, elas são vitais para a vida na Terra - a cada ano elas polinizam 90% das plantas e plantações com um valor estimado em US$40 bilhões, mais de um terço da produção de alimentos em muitos países. Sem ações imediatas para salvar as abelhas, poderíamos acabar sem frutos, legumes, nozes, óleos e algodão.

Nos últimos anos, temos visto um declínio acentuado e preocupante a nível global das populações de abelhas - algumas espécies de abelhas estão extintas e outras chegaram a 4% da população no passado. Cientistas vêm lutando para obter respostas. Alguns estudos afirmam que o declínio pode ser devido a uma combinação de fatores, incluindo doenças, perda de habitat e utilização de produtos químicos tóxicos. Mas um importante estudo independente recente produziu evidências fortes culpando os agrotóxicos neonicotinóides. A França, Itália, Eslovênia, e até a Alemanha, sede do maior produtor do agrotóxico, a Bayer, baniram alguns destes produtos que matam abelhas. Porém, enquanto isso, a Bayer continua a exportar o seu veneno para o mundo inteiro. 

Este debate está esquentando à medida que novos estudos confirmam a dimensão do problema. Se conseguirmos que os acionistas da Bayer assumam medidas, nós poderemos acabar de uma vez por todas com a influência da Bayer nos políticos e cientistas. Os reais peritos - apicultores e agricultores - querem que estes agrotóxicos letais sejam proibidos, a não ser que hajam evidências sólidas comprovando que eles são seguros. Vamos apoiá-los agora. Assine a petição urgente para os acionistas da Bayer e encaminhe este email: 

http://www.avaaz.org/po/bayer_save_the_bees/?vl 

Não podemos mais deixar a nossa cadeia alimentar delicada nas mãos de pesquisas patrocinadas por empresas químicas e os legisladores que eles pagam. Proibir este agrotóxico é um caminho necessário para um mundo mais seguro tanto para nós quanto para as outras espécies com as quais nos preocupamos e que dependem de nós.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Ahh, se tivessemos mar...


Da crónica de João Quadros no Negócio On-Line:
 "Os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística
 (INE) demonstram que o Pingo Doce (da Jerónimo Martins) e o Modelo
 Continente (do grupo Sonae) estão entre os maiores importadores
 portugueses."
 Porque é que estes dados não me causam admiração? Talvez porque, esta  semana, tive a oportunidade de verificar que a zona de frescos dos  supermercados parece uns jogos sem fronteiras de pescado e marisco. Uma ONU  do ultra-congelado. Eu explico.  Por alto, vi: camarão do Equador, burrié da Irlanda, perca  egípcia, sapateira de Madagáscar, polvo marroquino, berbigão das Fidji,  abrótea do Haiti? Uma pessoa chega a sentir vergonha por haver marisco mais  viajado que nós. Eu não tenho vontade de comer uma abrótea que veio do  Haiti ou um berbigão que veio das exóticas Fidji. Para mim, tudo o que fica  a mais de 2.000 quilómetros de casa é exótico. Eu sou curioso, tenho  vontade de falar com o berbigão, tenho curiosidade de saber como é que é o  país dele, se a água é quente, se tem irmãs, etc.  Vamos lá ver. Uma pessoa vai ao supermercado comprar duas  cabeças de pescada, não tem de sentir que não conhece o mundo. Não é  saudável ter inveja de uma gamba. Uma dona de casa vai fazer compras e fica  a chorar junto do linguado de Cuba, porque se lembra que foi tão feliz na  lua-de-mel em Havana e agora já nem a Badajoz vai. Não se faz. E é  desagradável constatar que o tamboril (da Escócia) fez mais quilómetros  para ali chegar que os que vamos fazer durante todo o ano. Há quem acabe  por levar peixe-espada do Quénia só para ter alguém interessante e viajado  lá em casa. Eu vi perca egípcia em Telheiras? fica estranho. Perca egípcia  soa a Hercule Poirot e Morte no Nilo. A minha mãe olha para uma perca  egípcia e esquece que está num supermercado e imagina-se no Museu do Cairo  e esquece-se das compras. Fica ali a sonhar, no gelo, capaz de se  constipar.  Deixei para o fim o polvo marroquino. É complicado pedir  polvo marroquino, assim às claras. Eu não consigo perguntar: "tem polvo  marroquino?", sem olhar à volta a ver se vem lá polícia. "Queria quinhentos  de polvo marroquino" - tem de ser dito em voz mais baixa e rouca. Acabei  por optar por robalo de Chernobyl para o almoço. Não há nada como umas  coxinhas de robalo de Chernobyl.  Eu, às vezes penso: O QUE NóS POUPáVAMOS SE PORTUGAL TIVESSE MAR!!!
Recebido por email, muito bom!!! :)




terça-feira, 24 de abril de 2012

O governo roubou o útero delas


O ditador do Uzbequistão está forçando médicos a removerem os úteros de mulheres sem o conhecimento ou consentimento delas para promover o "controle de natalidade" em todo o país. É um crime perverso e sangrento contra as mulheres orquestrado por um homem poderoso e abominável. Chegou a hora de acabar com isso.

Islam Karimov é um dos piores ditadores do mundo e até mesmo já cozinhou ativistas da oposição vivos. Mesmo assim, ele é financiado com milhões de dólares pelo governo dos EUA, que lhe pagam pelo transporte de tropas militares através do Uzbequistão. Essa última rodada de brutalidade, dessa vez contra as mulheres de seu país, trouxe à tona, numa escala global, as atrocidades desse monstro. Vamos usar esse momento terrível para persuadir seu maior financiador e dar um fim em Karimov.

A Secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, pode restabelecer sanções militares e pressionar os EUA e outros poderes a apoiá-la. Ela já condenou publicamente Karimov por abusos de direitos humanos e esse mais novo recente ataque às mulheres -- um assunto que lhe é caro -- somente torna a situação mais grave. Assine a petição abaixo exigindo que Hillary acabe com o reinado de Karimov e pare o ataque brutal às mulheres:

https://secure.avaaz.org/po/uzbekistan_sterilisation_meme/?vl

Ativistas estimam que dezenas ou mesmo centenas de milhares de mulheres foram esterelizadas em segredo quando estavam no hospital para procedimentos de rotina ou para dar a luz -- acordando da mesa de cirurgia sem ter ideia de que seus úteros tinham acabado de serem removidos. Uma ginecologista uzbeque admitiu, "A todo médico é dito... quantas mulheres ele deve esterelizar... minha cota é de quatro mulheres por mês". O uso de prisões arbitrárias e de tortura é tão generalizado que as mulheres não se manifestam por medo de represálias, e jornalistas estrangeiros e ativistas de direitos humanos são frequentemente expulsos do país.

Não tem que ser assim -- os EUA podem ser duros com Karimov, que depende do constante fluxo de recursos que transitam para o Afeganistão para financiar seu estilo de vida pródigo. O show de horrores de direitos humanos no Uzbequistão sumiu dos radares por anos -- mas temos uma chance real de acabar com o silêncio agora, usando a reportagem explosiva da BBC que entra em detalhes sobre as esterilizações forçadas e apoiando as corajosas mulheres uzbeques que ousaram contar suas histórias diante da opressão colossal.

Junte-se ao chamado pela vitória da justiça e dos direitos humanos nesta guerra que foi declarada contra as mulheres. Assine a petição para Hillary Clinton:

https://secure.avaaz.org/po/uzbekistan_sterilisation_meme/?vl

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Brutal!!!


Sensível


Eu sei que és sensível. Tu podes não saber, mas eu sei que és sensível. A tua
sensibilidade vive nos teus poros, nas tuas células, na tua vibração. A cada
vez que te magoam, desaba o céu em cima da tua cabeça. E tu só precisas de
te entristecer, de te fragilizar. Como eu digo sempre, «Deixa doer para passar
depressa». 

A tua sensibilidade é um trevo de quatro folhas, é talvez o teu maior dom, o
maior dos maiores. Mais forte do que seres inteligente, é seres sensível. Mais
forte do que seres arguto, é seres sensível. Mais forte do que seres rico,
bonito, capaz, simpático, é seres sensível. Mais forte do que seres forte,
é seres sensível. 

As pessoas sensíveis sentem as dores do mundo. Dói? Dói. Mas é
infinitamente mais verdadeiro, mais harmonioso, do que bloquear a
sensibilidade e andar por aí, feito palhaço, na ilusão de que tudo vai
melhorar… porque sabemos que dessa maneira não melhora nunca.
Ser sensível é ter conexão total, directa, ininterrupta e irreversível. 

É mais difícil? É. Mas, por outro lado, quando se está bem, quando se está
feliz – e começam a ser muitas as vezes em que isso acontece –, a alegria é
incomensurável. O que seria alegria é agora êxtase. O que seria felicidade é
agora estado de graça. E os realmente sensíveis, aqueles que já aceitaram a
sua sensibilidade plena e absoluta, os que já não bloqueiam, os que aceitam
sentir tudo, tudo, tudo, já sabem o que é estar em estado de graça. E já não
querem prescindir dele. E já não querem outra vida.

O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde, 
de Alexandra Solnado

Concordo e identifico-me em muito com algumas destas palavras. No entanto, contraponho com o livre arbítrio, ou seja, o direito de querer ou não querer, ir ou não ir. Ninguém pode exigir mais do que aquilo que podemos oferecer... neste momento, só tenho amizade para oferecer...

terça-feira, 17 de abril de 2012

Poeta do Mar Ondulante



Poeta!... que escreveste a maresia
Nas ondas da vida…
Escutando o mar que bramia
Em ondas perfumadas de poesia
Nas estrelas iluminadas
Qual fanal radiante de luz
Guiando o timoneiro…
Enamorado das marés…
Conduziste a Barca do Amor
Percorrendo o vasto oceano
Dum coração humano prisioneiro
Que te fez marinheiro
Na sua vastidão…
Coração batendo no peito
Qual onda que bate em amor  perfeito!
Com anseios de liberdade
Ir além do horizonte visual
Que a vista alcança
Num mar de imensidão!
Ah! Coração! Coração!
Que cantas nessa batida
Os poemas da Vida!
Na pauta musical
Que um dia ao sabor das marés
Nos vem sempre lembrar que és
Nesse vai-vem constante da maresia
Na vida de cada dia…
O Poeta Imortal!
Autor desconhecido

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Não à prisão pelo uso da pílula do dia seguinte‏


Dentro de poucos dias, Honduras pode aprovar uma lei extremista que colocará as mulheres na prisão por usarem a pílula do dia seguinte, mesmo logo após serem estupradas. Mas nós podemos derrubar esta lei e garantir que as mulheres tenham a chance de evitar uma gravidez indesejada.

Alguns membros do Congresso concordam que essa lei -- que também mandaria os médicos ou qualquer pessoa que vendem a pílula para a prisão -- é excessiva, mas eles estão cedendo ao poderoso lobby religioso que erroneamente afirma que a pílula do dia seguinte constitui um aborto. Somente o presidente do Congresso, que quer concorrer ao cargo de presidente de Honduras e se preocupa com sua reputação no exterior, pode impedir isso. Se o pressionarmos agora, poderemos arquivar essa lei reacionária.

A votação pode acontecer a qualquer dia. Vamos mostrar a Honduras que o mundo não vai apoiar a prisão de mulheres que tentam prevenir uma gravidez, mesmo depois de uma violência sexual. Assine a petição urgente exigindo ao presidente do Congresso de Honduras que defenda os direitos das mulheres. Se alcançarmos 400.000 assinaturas, grupos locais de mulheres irão entregar pessoalmente o nosso clamor:

http://www.avaaz.org/po/no_prison_for_contraception_global/?vl 


Alguns países, como Honduras, proibiram a pílula anticoncepcional de emergência, que atrasa a ovulação e evita a gravidez -- tais como pílulas anticoncepcionais comuns. Mas se esta nova lei for aprovada, Honduras será o único país no mundo a punir o uso ou venda de anticoncepcionais de emergência com uma pena de prisão. Adolescentes, vítimas de estupro, médicos ou qualquer outra pessoa condenada por vender ou usar a pílula do dia seguinte podem acabar atrás das grades, uma flagrante violação das diretrizes da Organização Mundial de Saúde. 

A América Latina já tem muitas leis duras que restringem os direitos reprodutivos das mulheres. O Congresso de Honduras aprovou essa medida draconiana primeiramente em Abril de 2009, mas apenas um mês mais tarde o ex-presidente, José Manuel Zelaya, cedeu à pressão de ativistas e vetou a lei. Em seguida, ele foi deposto por um golpe, e o novo regime forçou o processo judicial do país e empurrou o projeto para votação. 

O tempo é curto, mas podemos impedir essa proposta horrível de seguir adiante. O Congresso tem o voto final sobre o assunto e o governo não quer arriscar a sua já frágil reputação global. Vamos dizer ao presidente do Congresso para não tornar Honduras o país mais repressivo às mulheres na região. Assine essa petição urgente agora:

http://www.avaaz.org/po/no_prison_for_contraception_global/?vl 

As medidas anticoncepcionais de emergência são vitais para as mulheres em todos os lugares, mas especialmente onde a violência sexual contra as mulheres é extravagante, as taxas de gravidez não planejadas são altas e o acesso ao controle de natalidade regular é limitado. Vamos apoiar as mulheres de Honduras e ajudá-las a acabar com esse projeto de lei.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

O governo explicado


terça-feira, 10 de abril de 2012

Comer animais é ético?!



quinta-feira, 5 de abril de 2012

O Chamamento


A vida chama-te. A vida chama-te para saíres desse marasmo em que te
meteste. A vida chama-te para novas e grandes aventuras. Só tens de dizer
sim. Só tens de aceitar o compromisso de honrar o que vieste fazer à terra,
que é seres quem tu és. 

Desde que tu consigas em todas as ocasiões Ser, o resto far-se-á por si.
Anda ver a vida. Sai desse casulo, desse mar de pseudoconforto emocional
a que te votaste. «Se não arriscar, nunca vou perder», pensas tu. E também
nunca vais ganhar, digo eu. 

Por isso, fecha os olhos, respira fundo, abre as tuas asas e aprende de uma
vez por todas que começa em ti o movimento de aprenderes a voar. 

O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde,
de Alexandra Solnado


domingo, 1 de abril de 2012

Francisco Rodrigues Lobo

Não era de Santarém esse grande poeta seiscentista que Santarém visitava amiudadas vezes e em Santarém veio a falecer, nas águas do Tejo, quando ao atravessar o rio, numa altura de "cheia", naufragou a barca em que seguia, em 24 de Novembro de 1621.
Ao Tejo, que havia de ser a sua sepultura, dedicou ele um dos mais belos sonetos da literatura portuguesa:

Formoso Tejo meu, quão diferente,
Te vejo e vi, me vês agora e viste:
Turvo te vejo a ti, tu a mim triste,
Claro te vi eu já, tu a mim contente.

A ti foi-te trocando a grossa enchente
A quem teu largo campo não resiste;
A mim trocou-me a vista em que consiste
O meu viver contente e descontente!

Já que somos no mal participantes
Sejamo-lo no bem. Oh quem me dera
Que fôssemos em tudo semelhantes!

Lá virá então a fresca primavera,
Tu tornarás a ser quem eras d'antes:
Eu não sei se serei quem d'antes era!

domingo, 18 de março de 2012

O Sol


Amenófis IV - Akhenaton, faraó da XVIII dinastia do reino do Egipto, adorava o Sol a um tal ponto que o instaurou como deus único, um acto que lhe valeu o ódio de muitos membros do clero todo-poderoso. Ele compôs um magnífico poema, "O Hino ao Sol", cujos versos exaltados exprimem todo o amor que o rei sentia por este astro que está na origem de toda a vida.

sábado, 17 de março de 2012

Platão distingue três almas:


Alma Racional (razão)É a alma superior, destina-se ao conhecimento das ideias. Localiza-se na cabeça, e tem uma virtude principal, a Sabedoria.
Alma IrascívelEsta alma está associada à vontade, dando ao Homem o ânimo necessário para enfrentar os problemas e os conflitos. Localiza-se no peito e tem uma virtude, a Força.  
Alma concupiscenteÉ a mais baixa de todas. É constituída pelos desejos e necessidades básicas. Está localizada no ventre, e tem como virtude, a Moderação.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Os ciganos

Incomodam-me comentários do tipo: "Por mim, eram todos expulsos..."
Caramba, eles são o reflexo da sua família e do meio onde estão inseridos. Sem estrutura sólida mas com direito à educação/aprendizagem.
Depois ainda é mais ridículo ficar-se ofendido com os seus comentários típicos como: "Os teus defuntos!" ou "És de má raça!".
É caso para questionar: Afinal quem são os adultos e quem são as crianças?


quinta-feira, 15 de março de 2012

O Rapaz com Pregos nos Olhos


O Rapaz com Pregos nos Olhos
montou a sua árvore de Natal.
Parecia muito estranha
porque ele realmente via mal.

                                                                        Tim Burton

quarta-feira, 14 de março de 2012

Dia Mundial do Consumidor

É amanhã, mas eu antecipei-me e já ando a festejá-lo hoje à grande... faço a festa, atiro os foguetes e apanho as canas!
Pois bem, enviei para a Royal Canin códigos de barras no valor de 160 euros, para trocar por um túnel para o meu cão. Em correio normal! Ai se eu soubesse... Isto, já lá vai mais de um mês.
O túnel nem vê-lo... Liguei para a Royal Canin e ficaram de ver o que se passava.
Então hoje dizem-me isto:
Lamentamos informar que não recebemos qualquer correspondência - Cartão Gostar & Cuidar e códigos de barra - a solicitar o brinde túnel cão. Verifique por favor se a carta que nos enviou não lhe terá sido devolvida.
E eu respondo assim:
A carta não me foi devolvida... Sinceramente, para a próxima vai registada e com aviso de recepção... se houver próxima. Sabe que corre o boato que a Royal Canin é uma desorganização?! Agora percebo o porquê.
Fui à estação de correios informar-me mas, como nesta terra transborda incompetência por todos os lados, nada...
Nada o buuuralho!!! Contactei o número de telefone que consta no site dos CTT e uma alma tem a gentileza de fornecer o contacto do refluxo postal - para onde vão as cartas que não são entregues nem no destinatário nem no remetente.
O refluxo postal não atende, amanhã haverão mais tentativas.
Agora só estou à espera da resposta da Royal Canin... Espero que seja do meu agrado... Senão temos festa! E brava!
Ahahahahahah... A má publicidade é péssima para o negócio!!!

(Acalma-te Ana Cristina, respira... inspira... expira...)

Na manhã seguinte, o carteiro entrega o TÚNEL na minha morada...
Não acho normal, parece que é só para enervar a minha pessoa... Por amor da santa!

Vinagre de Maçã


A maçã crua é um alimento muito conhecido pelos seus benefícios digestivos, transformada em vinagre de maçã esta fruta não perde em absoluto suas propriedades. Trata-se de um excelente agente para melhorar a digestão, pois ao mesmo tempo ajuda ao estômago a trabalhar para a digestão dos alimentos; também é um excelente diurético que permite eliminar os restos gerados na digestão.
Além disso, o vinagre de maçã é especialmente útil para perder peso e emagrecer, pois ao ter um poder saciante e desinchante permite reduzir o apetite e por o limite justo no momento de almoçar ou jantar.
É recomendável condimentar suas comidas com vinagre de maçã, especialmente quando trata-se de saladas, as quais adquirem um sabor mais gostoso com ele. Mas este não é o único jeito de consumir vinagre de maçã; você também pode beber um copinho antes de comer, mas recomendamos misturá-lo com água para que não fique tão concentrado.
O vinagre de maçã auxilia no tratamento de mais de 300 doenças...

terça-feira, 13 de março de 2012

Ginasticar...

A nível escolar, nas escolas primárias, claro, eu "desenrasco-me" em tudo. A sério, venha o Inglês, a Expressão Dramática, a Informática, tudo...
Mas a Educação Física sempre me causou algum receio e respeito. Receio porque muitas crianças "à solta" ao ar livre é dose, dose enorme... Respeito por quem o faz bem feito; manter "as tropas" alinhadas não é para todos...
Além disso, o meu historial escolar a esse nível foi péssimo... Grandes argumentos, factos verídicos à mistura com ficção, com todos os professores de Educação Física que tive. Basicamente, sempre para escapar às tarefas... Mas também que fique aqui escrito: tarefas que, na grande maioria das vezes, ordenavam fazer mas exemplificar "tá quieto"! E isso sempre me revoltou imenso...ainda bem!
Mas hoje tive a prova dos nove: "armei-me" em professora de ginástica e voilá...
Foi lindo!!! Com exercícios de aquecimento e tudo... e 5 voltas à escola a correr!


Ao fim do dia o que conta é que uma criança vem ao meu encontro e diz: "Professora, adorei a aula!"
: ) Eu também...

O paradoxo do nosso tempo


segunda-feira, 12 de março de 2012

Um Dia Isto Tinha Que Acontecer, por Mia Couto



Existe mais do que uma! Certamente!
Está à rasca a geração dos pais que educaram os seus meninos numa abastança caprichosa, protegendo-os de dificuldades e escondendo-lhes as agruras da vida.
Está à rasca a geração dos filhos que nunca foram ensinados a lidar com frustrações.
A ironia de tudo isto é que os jovens que agora se dizem (e também estão) à rasca são os que mais tiveram tudo. Nunca nenhuma geração foi, como esta, tão privilegiada na sua infância e na sua adolescência. E nunca a sociedade exigiu tão pouco aos seus jovens como lhes tem sido exigido nos últimos anos.
Deslumbradas com a melhoria significativa das condições de vida, a minha geração e as seguintes (actualmente entre os 30 e os 50 anos) vingaram-se das dificuldades em que foram criadas, no antes ou no pós 1974, e quiseram dar aos seus filhos o melhor.
Ansiosos por sublimar as suas próprias frustrações, os pais investiram nos seus descendentes: proporcionaram-lhes os estudos que fazem deles a geração mais qualificada de sempre (já lá vamos...), mas também lhes deram uma vida desafogada, mimos e mordomias, entradas nos locais de diversão, cartas de condução e 1.º automóvel, depósitos de combustível cheios, dinheiro no bolso para que nada lhes faltasse. Mesmo quando as expectativas de primeiro emprego saíram goradas, a família continuou presente, a garantir aos filhos cama, mesa e roupa lavada.
Durante anos, acreditaram estes pais e estas mães estar a fazer o melhor; o dinheiro ia chegando para comprar (quase) tudo, quantas vezes em substituição de princípios e de uma educação para a qual não havia tempo, já que ele era todo para o trabalho, garante do ordenado com que se compra (quase) tudo. E éramos (quase) todos felizes.
Depois, veio a crise, o aumento do custo de vida, o desemprego, ... A vaquinha emagreceu, feneceu, secou.
Foi então que os pais ficaram à rasca.
Os pais à rasca não vão a um concerto, mas os seus rebentos enchem Pavilhões Atlânticos e festivais de música e bares e discotecas onde não se entra à borla nem se consome fiado.
Os pais à rasca deixaram de ir ao restaurante, para poderem continuar a pagar restaurante aos filhos, num país onde uma festa de aniversário de adolescente que se preza é no restaurante e vedada a pais.
São pais que contam os cêntimos para pagar à rasca as contas da água e da luz e do resto, e que abdicam dos seus pequenos prazeres para que os filhos não prescindam da internet de banda larga a alta velocidade, nem dos qualquercoisaphones ou pads, sempre de última geração.
São estes pais mesmo à rasca, que já não aguentam, que começam a ter de dizer "não". É um "não" que nunca ensinaram os filhos a ouvir, e que por isso eles não suportam, nem compreendem, porque eles têm direitos, porque eles têm necessidades, porque eles têm expectativas, porque lhes disseram que eles são muito bons e eles querem, e querem, querem o que já ninguém lhes pode dar!
A sociedade colhe assim hoje os frutos do que semeou durante pelo menos duas décadas.
Eis agora uma geração de pais impotentes e frustrados.
Eis agora uma geração jovem altamente qualificada, que andou muito por escolas e universidades mas que estudou pouco e que aprendeu e sabe na proporção do que estudou. Uma geração que colecciona diplomas com que o país lhes alimenta o ego insuflado, mas que são uma ilusão, pois correspondem a pouco conhecimento teórico e a duvidosa capacidade operacional.
Eis uma geração que vai a toda a parte, mas que não sabe estar em sítio nenhum. Uma geração que tem acesso a informação sem que isso signifique que é informada; uma geração dotada de trôpegas competências de leitura e interpretação da realidade em que se insere.
Eis uma geração habituada a comunicar por abreviaturas e frustrada por não poder abreviar do mesmo modo o caminho para o sucesso. Uma geração que deseja saltar as etapas da ascensão social à mesma velocidade que queimou etapas de crescimento. Uma geração que distingue mal a diferença entre emprego e trabalho, ambicionando mais aquele do que este, num tempo em que nem um nem outro abundam.
Eis uma geração que, de repente, se apercebeu que não manda no mundo como mandou nos pais e que agora quer ditar regras à sociedade como as foi ditando à escola, alarvemente e sem maneiras.
Eis uma geração tão habituada ao muito e ao supérfluo que o pouco não lhe chega e o acessório se lhe tornou indispensável.
Eis uma geração consumista, insaciável e completamente desorientada.
Eis uma geração preparadinha para ser arrastada, para servir de montada a quem é exímio na arte de cavalgar demagogicamente sobre o desespero alheio.
Há talento e cultura e capacidade e competência e solidariedade e inteligência nesta geração?
Claro que há. Conheço uns bons e valentes punhados de exemplos!
Os jovens que detêm estas capacidades-características não encaixam no retrato colectivo, pouco se identificam com os seus contemporâneos, e nem são esses que se queixam assim (embora estejam à rasca, como todos nós).
Chego a ter a impressão de que, se alguns jovens mais inflamados pudessem, atirariam ao tapete os seus contemporâneos que trabalham bem, os que são empreendedores, os que conseguem bons resultados académicos, porque, que inveja! que chatice!, são betinhos, cromos que só estorvam os outros (como se viu no último Prós e Contras) e, oh, injustiça!, já estão a ser capazes de abarbatar bons ordenados e a subir na vida.
E nós, os mais velhos, estaremos em vias de ser caçados à entrada dos nossos locais de trabalho, para deixarmos livres os invejados lugares a que alguns acham ter direito e que pelos vistos - e a acreditar no que ultimamente ouvimos de algumas almas - ocupamos injusta, imerecida e indevidamente?!!!
Novos e velhos, todos estamos à rasca.
Apesar do tom desta minha prosa, o que eu tenho mesmo é pena destes jovens.
Tudo o que atrás escrevi serve apenas para demonstrar a minha firme convicção de que a culpa não é deles.
Haverá mais triste prova do nosso falhanço?

Sem resposta!

A semana passada enviei o currículo para duas ofertas na minha área. Não que eu esteja insatisfeita com o meu trabalho, não é isso de todo. Quero conciliar com algo mais, sinto-me numa fase muito produtiva, quero fazer, fazer, fazer... ou melhor, quero falar, falar, falar... quero dar formação!
Então respondi assim a uma oferta:


Olá, boa noite Dra. *******,

Chamo-me Ana Cristina, tenho 31 anos, resido em Santarém e sou licenciada em Animação Cultural e Educação Comunitária. Além disso, possuo um curso de formação em Qualidade Ambiental e Saúde Pública, em Gestão Logística e em Web Design.

De quatro anos a esta parte, trabalho como administrativa num sindicato de *********** e lecciono as actividades de enriquecimento curricular – Actividade Musical e Expressiva e Actividade Tecnológica (construção com legos) – nas duas escolas primárias do **********.

Não sei se conhece bem esta zona, mas existe um grande número de habitantes de etnia cigana. Não quero estereotipar ninguém, longe de mim, mas deve calcular que são crianças e jovens em risco (tenho alunos de 12 anos com mais corpo que eu), com dificuldade em respeitar regras, às vezes com linguagem imprópria, mas própria do seu seio familiar…

Esta minha experiência, e a forma como a desempenho entusiasticamente todos os dias da semana, faz-me crer que trabalho bem em equipa e apresento grande capacidade de resolução de conflitos.

A minha disponibilidade para este anúncio talvez não seja nenhuma… Porque não pretendo desistir dos meus actuais trabalhos por um lugar de substituição de um colaborador que se encontra de baixa médica.

Contudo, quero deixar a proposta de uma formação de instrumentos musicais (flauta, viola ou guitarra eléctrica) ou um atelier musical, de acordo com as necessidades do público-alvo, ao fim de semana. Preferencialmente ao sábado.

Se estiver interessada contacte-me pelo email: ***********


Com os melhores cumprimentos,


Ana Silva
  

"A música está em tudo. Do mundo sai um hino."

Victor Hugo

Colegas que responderam à mesma oferta ainda receberam resposta... negativa por sinal. Eu nem direito a resposta tive... obrigadinho, sim?!