quarta-feira, 9 de outubro de 2013

O arco da velha


O próprio arco-íris, ou como se diz usualmente no Ribatejo, "o arco da velha", insere-se numa estrita simbologia lunar. Anunciador da chuva, considerado pela crença popular como uma estrada entre os rios (ou o mar) e as nuvens, este apresenta um aspecto cromático constituído, como não podia deixar de ser, pelas sete cores principais*.
Sendo assim um sorvedor da água da terra que canaliza para as nuvens, esta função é algumas vezes encarada com ironia, tal como faz a cantilena seguinte:

Arco da Velha
Não bebas daí
Que velhos e velhas
Mijaram aí!

* Do "arco da velha" costuma ainda dizer-se que "o seu aparecimento concede mais sete anos de vida ao Mundo", um por cada cor que o compõe.
O Percurso de Selene - A Lua na Tradição Popular,
Aurélio Lopes

Sem comentários:

Enviar um comentário