terça-feira, 14 de maio de 2013

Todos os seres humanos têm um dom, uma graça, o que explica que se diga muitas vezes que "de poeta e de louco todos temos um pouco". Acontece porém que nem todos desenvolvem o seu dom, a sua graça, conformando-se no dia a dia com a sua imperfeição, com a mundanidade da sua condição... Não é este o caso dos espíritos poéticos, dos que buscam a perfeição e se mostram inconformados com a sua condição efémera, precária... Aqueles que têm um espírito inquieto, porque não se conformam com a vulgaridade do mundo material, desenvolvem os seus dons, a graça que lhes foi transmitida do além, a qual lhes mostra um caminho... Ao tomares consciência da tua graça, e ao desenvolvê-la, procuras acertar o passo com a natureza, confundir-te com ela...

O búzio encantado
Jorge Chichorro Rodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário